Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by in Artigos | 0 comments

Por trás das ondas sonoras

 

Por Rodrigo Brandão, jornalista, radialista e apresentador do programa Grave & Groove e programas da Rádio Estação Web.

 

Um dia você liga o rádio, sintoniza no programa que tradicionalmente ouvia em uma emissora jovem, mas que mudou de frequência, e se dá conta de que uma emissora que estendeu sua programação para o FM agora está buscando um novo público, uma nova estética. Sabe qual foi o detalhe que chamou a atenção para isso? A voz e produção das vinhetas do mesmo sound designer de outra rádio com a programação musical contemporânea.

A plástica sonora passou a receber maior atenção por parte das emissoras, transmitindo seu conteúdo nas ondas abertas do AM e FM, direcionando instantaneamente para o veículo web. A internet agora é uma aliada, e não mais uma vilã como se pensava que poderia ser a partir da “universalização” do uso da internet fixa e móvel nos lares, e também a projeção dos dispositivos mobiles.

Diante disso, a Linguagem Radiofônica, através dos elementos não-verbais, caracterizados pelas trilhas, vinhetas e efeitos sonoros ganham representação nesse cenário. O que era feito até certo tempo de forma intuitiva, com base no conhecimento muitas vezes empírico, começa a ganhar cada vez mais importância pelas emissoras, recebendo a análise cada vez mais criteriosa de profissionais do meio.

Nesse caminho, os programas e produtos produzidos passam pela mão do operador de áudio ou do sound designer – este uma versão atualizada do conhecido sonoplasta. O primeiro lida com os diferentes materiais produzidos (gravações, edições e montagens). O segundo trabalha com vinhetagem, produção de trilhas em softwares de áudio e equipamentos e distorções em voz com o uso das mesmas técnicas, entre outros trabalhos. As funções podem até se cruzar nas atividades diárias.

Mas como construir a plástica de um produto sonoro? Que tipo de técnica os profissionais da área utilizam? Na maioria das vezes, a inspiração para criação de conteúdo passa pelas experiências adquiridas durante a jornada. Mas outros artifícios como inferências musicais, literárias ou cinéfilas podem ajudar na missão de criar temas e chamadas envolventes para os ouvintes. O domínio das técnicas de edição e parte do processo.

Recentemente, a Rádio Farroupilha teve sua extensão de transmissão para o FM, tendo a assinatura no conteúdo sonoro do consagrado sound designer da rádio Itapema FM, também do Grupo RBS, Carlos Couto. A mudança ocorreu para aumentar a audiência, e buscar um novo público que utiliza os dispositivos móveis no FM. Percebe-se, na nova assinatura sonora da emissora, a influência do profissional que faz toda a parte de vinhetagem, chamadas e demais conteúdos da Itapema FM.

Para complementar esse universo já tão rico do rádio, outros produtos personalizados como os podcasts assumiram um importante papel de divulgação de conteúdo pela internet. Tratando de temas que vão de esportes, cinema, música e tantos outros, eles ocupam um espaço deixado pelas rádios tradicionais, mas que aos poucos foram se dando conta e aderindo ao novo formato.

Vislumbrando um futuro para o rádio em termos de conteúdo é possível prever que a união dos produtos segmentados, agregando a plástica sonora para criar uma ambientação mais atrativa, continuará sendo o diferencial das emissoras. Na programação normal, música e informação em tempo real. Nos podcasts, todo aquele conteúdo que pode ser explorado de uma forma diferenciada, buscando o ouvinte que tem o interesse em ouvir e baixar o material conforme a sua disponibilidade de tempo.

Hoje, sintonizar, conectar ou dar o play estão no mesmo alcance para grande parte das pessoas. Fazer com que o ouvinte opte por um, mas também que opte por outro produto ou formato é um desafio constante das emissoras. No atual processo, a criatividade talvez seja a grande ferramenta para manter uma audiência qualificada, interessada e participativa.

 

Está gostando da Revista Live?

Então assine nosso conteúdo e receba por e-mail nossas atualizações.

Assinatura concluída com sucesso!

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This